Agentes de Endemias recebem homenagem pelos bons resultados alcançados


12 de dezembro de 2019 - 09:30 | Imprimir

A tarde desta quarta-feira (11) foi de celebração para a equipe dos Agentes de Combate à Endemias (ACE). “Eles são guerreiros que trabalham de sol a sol”, como definiu a coordenadora Rutileia Paixão. Ela destacou os bons resultados obtidos ao longo do ano na redução dos índices de infestação pelo mosquito Aedes aegypti. “Em 2018 o índice de infestação no município foi de 5,7%, considerado de alto risco pelo Ministério da Saúde. Hoje, baixamos a infestação para 3,7%”, detalhou.

O Aedes aegypti é transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e também o vírus zika. Ainda de acordo com a coordenadora, o índice atual é de médio risco e ainda requer cuidados por parte da população e trabalho dos agentes, mas que a redução foi considerada vitoriosa. “Em um ano quente, que favorece o aumento das infestações, nós diminuímos”, explicou.

Durante a tarde de homenagens, os agentes receberam das mãos da coordenadora e do secretário municipal de Saúde, Hebert Chagas, camisas novas, uma miniatura de agente de endemias, caneca e lembrancinha. Houve também o sorteio de uma cesta básica para os trabalhadores e foi servido um lanche. E, a coordenadora também recebeu uma lembrança, ao som de aplausos e gritos de “ela merece”.

Logo em seguida, o secretário franqueou a palavra para os agentes. Entre os que se pronunciaram, estava Sebastião Souto. Tião, como é conhecido, disse que há 16 anos trabalhando como ACE, mas pela primeira vez se sentia tão valorizado, “com boas condições para trabalhar”. Por isso, estendeu o agradecimento à coordenadora, secretário Hebert Chagas e prefeito Temóteo Brito.

O trabalho do ACE

Na rotina destes profissionais estão as vistorias de residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para buscar focos endêmicos. Inspeção cuidadosa de caixas d’água, calhas e telhados. Aplicação de larvicidas e inseticidas. Orientações quanto à prevenção e tratamento de doenças infecciosas. Recenseamento de animais.
Essas atividades são fundamentais para prevenir e controlar doenças como dengue, chagas, leishmaniose e malária e fazem parte das atribuições do agente de combate de endemias (ACE).

O ACE é um profissional fundamental para o controle de endemias e deve trabalhar de forma integrada às equipes de atenção básica na Estratégia Saúde da Família, participando das reuniões e trabalhando sempre em parceria com o Agentes Comunitários de Saúde (ACS).