Aberto processo seletivo para a policlínica do Extremo Sul

Teixeira de Freitas - Bahia | 3 de fevereiro de 2017 - 12:13 | Imprimir
8631 Views

Aberto processo seletivo para a policlínica do Extremo Sul

Está aberto o processo seletivo para a contratação de 57 profissionais de nível superior e médio para a policlínica do Extremo Sul do estado, localizada no município de Teixeira de Freitas. O edital foi publicado em jornal de grande circulação desta quarta-feira (18) e está disponível, na íntegra, nos sites da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (www.saude.ba.gov.br) e da Fundação Cefet Bahia (www.fundacaocefetbahia.org.br).

O regime jurídico de contratação é o estabelecido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Existem vagas para médico, enfermeiro, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessor técnico, técnico em enfermagem, técnico em radiologia e assistente administrativo. As remunerações variam de R$ 1.188,13 a R$ 4.388,32.

A iniciativa é do Governo do Estado, por meio do Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região do Extremo Sul. As inscrições ficam abertas até o mês de fevereiro de 2017.

 

Inscrição

Faça sua inscrição do processo seletivo no site Fundação Cefet Bahia clicando aqui.

 

Construção

Quatro policlínicas regionais de saúde estão em construção e com obras aceleradas, em Jequié, Teixeira de Freitas, Irecê e Guanambi. Com previsão de inauguração no primeiro semestre de 2017, as unidades serão geridas de forma compartilhada entre municípios e o Estado, por meio de Consórcio de Saúde. A meta é construir 28 policlínicas até o final de 2018, o que possibilitaria, simultaneamente, ampliar a oferta de serviços de média complexidade e descentralizar a assistência na Bahia.

As policlínicas oferecerão até 18 especialidades, além de serviços de apoio ao diagnóstico como radiografia, tomografia, ultrassonografia, endoscopia e ressonância magnética.

Cada policlínica custará cerca de R$ 20 milhões entre obras e equipamentos, que serão assumidos integralmente pelo Governo do Estado. Já a manutenção mensal será compartilhada entre o Estado, que financiará 40% dos custos, e os municípios consorciados, que vão cobrir os 60% restantes proporcionalmente à sua população.

Somente nas cidades de Jequié, Guanambi, Teixeira de Freitas e Irecê, que estão com, respectivamente, 32%, 30%, 24% e 27% das obras concluídas, a previsão é que as policlínicas sejam referência para aproximadamente dois milhões de baianos que residem em 98 municípios do estado.

As próximas policlínicas serão construídas nos municípios de Salvador, Alagoinhas, Feira de Santana, Valença, Simões Filho e Santo Antônio de Jesus, sendo a capital baiana a única com duas unidades.

ACESSO RÁPIDO
AGENDA / EVENTOS
JORNAL INFORMATIVO

Cadastre-se e receba informatvos
diretamente em seu email.

 
 
 
 
FACEBOOK